Coisas de Menininhas

Archive for the ‘Comprinhas’ Category

Geralmente quando pensamos em comprar uma máquina fotográfica, logo associamos e pensamos nas câmeras digitais das pessoas que conhecemos: x megapixels, todos usam tal marca, a mais cara é a melhor, enfim. Isso apenas causa confusão na hora de ir para a loja escolher o modelo. Mas, e então, como se faz para escolher o melhor modelo e marca de câmera digital entre tanta variedade?

A primeira coisa que todos devem saber é que a quantidade de megapixels não influencia no resultado final da fotografia tirada, só se você for ampliá-la para imprimir. Aquela leve impressão de que a nitidez da imagem foi causada pelo megapixel é totalmente errada. Os fatores que influenciam na qualidade final da imagem refere-se a sensiblidade e a luminosidade. Afinal, o que é isso?

A sensibilidade e a luminosidade de uma câmera quer dizer a capacidade de iluminação em fotos internas, ou seja, dentro de casa ou ambientes onde a luz natural é fraca. A iluminação natural da câmera deve ser boa, permitindo que o flash não estrague a imagem, sendo assim, nem sempre é necessária a utilização do flash. É comum vermos fotografias tiradas com máquinas digitais saírem um pouco borradas ou escuras por causa da falta de recursos existentes nos equipamentos profissionais.

Quando for escolher a sua câmera digital, faça testes utilizando mais de uma marca e modelo de máquina, no mesmo foco. Isso te permitirá fazer combinações de nitidez das imagens e iluminação. Na prática, uma câmera de 12 megapixels pode ter o mesmo efeito de uma de 5 megapixels, se a utilidade dela for apenas por lazer, mas a câmera de 12 megapixels pode ter sensibilidade e iluminosidade superior, ou ao contrário.

Antes de comprar, veja quais são as suas reais necessidades, quais são todas as funções que cada máquina oferece (bateria ou pilha, grava video e áudio, mp3, memória) e esqueça os megapixels antes dessa análise. Segue abaixo alguns dos melhores modelos: Fujifilm, Canon Powershot, Sony Cybershot, Nikon Coolpix e Olympus.






Gostou de algum modelo? Pesquise mais informações sobre as funções que você quer que a sua câmera tenha no site

Fotografarvenderviajar e compare preços no Buscapé (câmera digital). Assim você faz a escolha certa e ainda economiza uma boa grana para investir em outros acessórios ou simplesmente guardar.

Anúncios

Com tanta tecnologia presente na realidade atual, é difícil não haver dúvidas sobre a compra online. E é por isso que apresentamos 10 belos mitos do e-commerce:

01) “Não quero comprar nada na internet porque dizem que não é seguro utilizar cartão de crédito”. Procure um site que seja seguro e famoso. Mas, se as dúvidas persistirem, também dá pra pagar com o saldo da PagSeguro, boleto bancário, cheque ou o melhor: por cobrança – ou seja, você paga apenas quando a encomenda chegar em sua casa ou nos correios.

02) “E-commerce é coisa pra jovens“. Engana-se quem pensa isso. Atualmente há conteúdos exclusivos para pessoas da terceira idade e os adultos estão tão presentes quanto os jovens.

03) “Dizem que há pessoas que compraram e não receberam o produto”. Com certeza, o site não é lá muito confiável. Procure lojas que tenham certificados e seguro, mas que também sejam conhecidas nacionalmente ou internacionalmente, isso gera mais credibilidade. Segundo o Índice e-bit/PwC de Comércio Eletrônico no Brasil, em pesquisa realizada em dezembro de 2003, 69% dos consumidores ficaram muito satisfeitos com o prazo de entrega de suas compras realizadas pela Internet.

04) “Comprei um produto e ele demorou horrores pra chegar.” Será que foi verificado se o produto chegou no prazo estimado (ou perto disso) e você não ficou um pouco apressadinha? Pode ser também que tenha ocorrido algum problema e você tenha que buscar a encomenda nos correios ou que o site tenha entrega em horários limitados (por exemplo, não entregam de noite ou –fins-de-semana). Caso não, hesite em voltar a utilizar o serviço em questão.

05) As lojas virtuais só entregam nos grandes centros urbanos. Mito! 86% das lojas online entregam em todo o Brasil.

06) “Os consumidores virtuais estão desprotegidos porque não existe uma lei para socorrer o consumidor online”. Segundo o Procon, o Código de Defesa do Consumidor continua sendo totalmente aplicável às dúvidas do comércio online.

07) “E se o produto que eu quero é provável? Corro o risco de não servir e não poder fazer nada?” Verifique quais são as lojas seguras que oferecem serviço de troca antes de sair fazendo compras. Há links geralmente chamados “políticas de se segurança e privacidade’’. Caso não encontre, o melhor é tentar pela sorte ou reservar as suas compras online para produtos não prováveis (cd’s, livros, eletrônicos, etc).

08) “Os meus dados vão circular por todos os lados e eu nunca mais vou ter sossego”. Que mania de perseguição hehe. Bom, sempre tem aqueles malas que te enviarão propagandas sem a sua solicitação, mas ninguém vai te perseguir pro resto da sua vida. O que você pode fazer se tiver dúvidas na hora de realizar a sua compra, é de certificar-se no site da loja, quais são os termos em que podem ser utilizados os seus dados pessoais, caso não lhe agrade, procure outra loja. Com certeza a maioria das pessoas não lêem termos e contratos.

09) “Na internet, é tudo mais barato.” Errado. O que a Internet permite é, muitas vezes, encontrarmos produtos ou serviços que, de outra forma, seria impossível obter. Mas o fator preço nem sempre é decisivo. Muitas vezes o preço é menor na rede para que possa ser calculado o valor do frete e a pessoa não tenha que pagar um preço absurdo pelo produto que quer. Mas, o que atrai os consumidores para a rede são os descontos e promoções que raramente vemos em lojas físicas.

10) “Se eu passar horas vasculhando todas as lojas virtuais, encontrarei o melhor preço”. Belo mito. Bons sites de compra online oferecem o serviço de comparação de preços, ou seja, você confere diversos preços e lojas para um mesmo produto e escolhe o que mais lhe couber. Passar horas navegando na rede, não te fará encontrar o melhor preço, pois o valor do frete pode ser maior do que outros sites.

Conversamos com alguns consumidores. O que eles têm a dizer?

Para Thaís Chaves (22), do Rio de Janeiro, que até hoje só realizou compras de ingressos para shows e teatro na rede, não há reclamações a serem feitas. “As vezes pode demorar um pouquinho, mas a encomenda sempre chega”.

Para Marcela Duarte (16), de Minas Gerais, que consome diversos tipos de produtos em sites nacionais e internacionais, é tudo uma questão de encontrar a melhor loja e condições, sobre a entrega, ela afirma: “chega até antes mesmo do prazo”.

Procuramos também os meninos: “Nunca tive medo de consumir produtos prováveis, como roupas e calçados, mas nunca tive interesse, creio que por falta de uma variedade maior e não por medo de não servir e não poder trocar’, no mais, nunca tive problemas também”, afirmou Felipe Silva (15), do Paraná.

Se lhe interessa realizar compras online, mas não sabe quais lojas são interessantes e confiáveis, não desista, nós temos algumas opções pra você: Buscapé, Bondfaro, Submarino.


Categorias